DESENVOLVE SP

Estado de São Paulo é terreno fértil para crescimento e atração de investimentos do exterior

Presidente do Desenvolve SP, Sergio Gusmão Suchodolski, destaca resultados favoráveis para investimentos e abertura de negócios


2022-05-14T12:42:00




Sergio Gusmão Suchodolski, presidente do Desenvolve SP: importância do incentivo ao investimento.
Sergio Gusmão Suchodolski, presidente do Desenvolve SP: importância do incentivo ao investimento.
O Desenvolve SP apoia o projeto Agenda SP 2022, ciclo de palestras realizado pela OA Eventos, empresa do Grupo EP, que acontece no primeiro semestre deste ano. Sergio Gusmão Suchodolski, presidente do Desenvolve SP, comenta sobre o tema "Transformação pós-pandemia e protagonismo humano", que fará parte dos fóruns do evento e quais as ações relacionadas às mudanças ocasionadas pela pandemia que a instituição pretende seguir.

De acordo com o presidente da Desenvolve SP, a organização contribuiu com mais de R$ 1,7 bilhão na economia do estado de São Paulo durante a pandemia no ano de 2021. Neste ano, a tendência da instituição é auxiliar ainda mais no investimento em cidades paulistas com desembolso de aproximadamente R$ 1 bilhão e para que essa iniciativa aconteça, é importante aumentar fundos em carteira no Brasil e no exterior. "Firmamos recentemente uma parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que irá destinar US$ 195 milhões para micro, pequenas e médias empresas", diz Suchodolski.

Em relação à crise atual da guerra na Ucrânia, o presidente do Desenvolve SP afirma que é uma preocupação para o setor do agronegócio e que a Desenvolve SP está em processo de avaliação dos efeitos do conflito para diminuir as implicações: "Contamos com linhas de crédito para auxiliar o setor e destinar recursos tanto para capital de giro, quanto para investimento". Além disso, o presidente da instituição acredita que o interior do estado de São Paulo possui espaço para mais crescimento na economia. "Houve um aumento de 7,5% na atividade econômica em São Paulo, contra 1,5% no Brasil neste mesmo período", compara.

O Desenvolve SP elabora ações para o crescimento do setor de agronegócio, que, segundo Suchodolski, é responsável pela geração de empregos e renda para famílias do estado e, por isso, possui atenção do banco empreendedor da organização. A instituição financia projetos com práticas sustentáveis que reduzem o efeito da prática produtiva do setor no meio ambiente: "Contamos com a linha ESG, que financia projetos que promovam a redução de emissões de gases de efeito estufa, a geração de energias renováveis e a eficiência energética".

Os escritórios do governo de São Paulo no exterior, em Xangai (China), Dubai (Emirados Árabes Unidos), Munique (Alemanha) e Nova York (Estados Unidos), atuam como uma porta de entrada para a captação de recursos internacionais e têm como foco prioritário a atração de investimentos de empreendedores estrangeiros e fundos de mercado para todo o estado. "Uma das missões dos escritórios no exterior é angariar patrocinadores privados para projetos de economia verde em São Paulo. A sustentabilidade é condição prioritária tanto para o Governo do Estado como para grandes grupos de investimentos, que podem auxiliar os municípios na estruturação e financiamento de projetos em áreas como energia renovável, cidades inteligentes, água e saneamento".

Para o presidente, a economia no estado de São Paulo demonstra indicadores de recuperação pós-pandemia e, por isso, há oportunidade para pessoas que desejam abrir o próprio negócio: "O Desenvolve SP conta com várias linhas de crédito com condições especiais para dar total suporte ao empreendedor", finaliza Suchodolski.